Monstruosamente ruim (O Incrível Hulk)

O INCRÍVEL HULK    { 1estrela.jpg }

O que se faz quando um filme sobre um personagem muito lucrativo acaba sendo criticado por todos e passa a ganhar estigma de fracasso? Para os produtores de hollywood a resposta é simples: faça de novo. Sem se preocupar com a história abordada no filme anterior, O Incrível Hulk surge como um filme alternativo que procura corrigir todos os possíveis “erros” do primeiro longa da série. O problema é justamente esse: os melhores aspectos da produção de Ang Lee foram simplesmente cortados.

Na verdade, se há algo em que o filme acerta é nas suas freqüentes seqüências de ação e o uso de efeitos especiais, algo que a indústria parece se tornar cada vez mais especializada ultimamente. A cena em que Bruce Banner se transforma no monstro verde e quando ele luta contra o poderio militar são de tirar o fôlego. Talvez seja por isso que O Incrível Hulk aposte apenas nesses momentos. Além de ser um ponto que faltava na produção anterior, não há mais nada de interessante ou de atraente nesse novo longa além disso.

Embora as comparações sejam inevitáveis, é impossível não achar o Bruce de Eric Banna muito mais palatável e interessante do que o Bruce de Edward Norton. O ator, que geralmente apresenta boas performances, parece não decidir um diferencial para Bruce. Ele acaba soando como qualquer outro galã ou mocinho: não há um quê de isolação social, nem de duabilidade interna e nem de integridade ética. Sem mencionar os constantes erros de continuidade, fazendo com que Norton surja mais musculoso em umas cenas, e menos em outras.

Ao término de O Incrível Hulk fica a sensação de que o longa de Ang Lee é incrivelmente superior a essa nova de Louis Leterrier. Embora os absurdos cachorros mutantes estejam presentes no primeiro longa, eles ainda são melhores do que toda essa produção. Antes alguns coadjuvantes em pouco tempo de cena, do que um protagonista insosso numa história inócua.

Anúncios

7 comentários

  1. Acho que penso o contrário em relação a esse filme, que tem uma qualidade absurdamente superior a do longa do Ang Lee. O desenvolvimento do personagem principal é melhor, sem falar que não fica só no drama (o que é muito chato para esse tipo de filme) e tem excelentes cenas de ação.

  2. Bem, eu discordo … apesar de não ser um detrator do filme do Ang Lee, que acho possuir acertos, gostei bastante desse novo filme. Achei que o Norton ficou bem, gostei da relação do Hulk com a Betty Ross (ficou uma coisa meio King Kong) e do Tim Roth. Além das seqüências de ação. Talvez Hulk só funcione mesmo como filme de ação …

  3. // Pois é gente, eu não gostei. Aliás, muitos filmes que assisti recentemente só me decepcionaram. Será que estou ficando amargurado? =/

  4. Falhas são comuns para filmes blockbuster, mas as de Hulk são mínimas – como foram as de “Homem de Ferro”, por exemplo. Norton ajudou a segurar a onda legal.
    Abraço!

  5. Nossa, a primeira pessoa q vi dizendo q esse filme é pior q o do Ang Lee. E eu como gosto bastante do primeiro filme do HULK, estou na expectativa pra esse. Edward Norton ruim? Quero ver isso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s