Uma mordida (Sede de Sangue)

Ser vampiro (ou pelo menos falar sobre) parece estar na moda na indústria de entretenimento. A onda iniciada por Crepúsculo em 2008 segue firme e forte com exemplares incomuns como Deixa Ela Entrar e Matadores de Vampiras Lésbicas, abastece os canais de televisão com as inúmeras reprises de seriados como The Vampire Diaries e True Blood, além de trazer do limbo desastres como Sangue e Chocolate e as continuações de Underworld – Anjos da Noite. A nova produção de Chan-Wook Park é mais um adendo ao gênero.

O diretor se dedica o suficiente para que Sede de Sangue não caia na mesmice de muitos de seus irmãos cinematográficos e, acredite, ele realmente consegue se destacar – mas não pelos motivos certos. O filme parece não saber a qual gênero pertencer e acaba por participar de todos em questão de minutos: desde comédia pastelão, até drama existencialista. Todos dosados com um grande teor erótico.

A salada mista com ótimas cenas perturbadoras (tem uma especialmente imperdível que envolve um jogo de adivinha e um jogo de palavras) e seqüências que não deveriam ter sobrevivido à montagem final, faz valer pelas maravilhosas atuações de Kim Ok-Bin e Kim Hae-Sook, como nora e sogra que tem de lidar com as conseqüências vampirescas.

Sede de Sangue 
Bakjwi, Coréia, 2009, terror, 133 min.
De Park Chan-Wook. Com Song Kang-Ho, Kim Ok-Bin e Kim Hae-Sook.

Anúncios

6 comentários

  1. Tinha lido algumas opiniões mistas, mas a sua é a primeira mais negativa que leio do filme. Ainda assim, continuo curioso (até porque você ressalta qualidades também).

  2. CRAPúsculo só prestou para reabrir a tampa do caixão para os filmes de vampiro. Coisa que no mundo do seriado não precisou, porque a tampa nunca foi fechada

    Desde 1966 tem vampiro em todos os podiums do universo das séries….

    Ultimamente as bambambans ‘True Blood’ (retorna as TVs em 13 de junho – EUA) e ‘The Vampire Diaries’ (termina sua temporada com 22 episódios em 13 de maio – EUA) vem galgando seu lugar no pride. Tem também a européia ‘Being Human’ que não fica para tras no quesito qualidade e criatividade.

    Ainda temos a estréia antecipada de ‘The Gates’ para esse semestre (20 de junho)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s