Show de horrores (A Caixa)

Antes de tudo, é bom deixar claro que o espectador tem que ter a mente aberta antes de ver A Caixa. Ele tem que estar disposto a qualquer coisa. Do contrário, a experiência ao assistir o filme será extremamente desastrosa. Há tantas reviravoltas, surpresas e mudanças na narrativa que até mesmo o espectador mais receptivo pode achar difícil de aceitá-las. O cineasta Richard Kelly encontra um mote interessante pro longa, mas estraga com a sua necessidade em criar uma filmografia autoral com um quê de nonsense e sobrenatural. Em um roteiro estranho que acerta ao levantar discussões importantes como a sobrevivência da espécie x o egoísmo de cada indivíduo (mas que contrasta com um deslocado discurso sexista), destaca-se a atuação de Frank Langella como um senhor misterioso dono da tal caixa do título.

A Caixa
The Box, EUA, 2009, suspense, 115 min.
De Richard Kelly. Com Cameron Diaz, James Marsden, Frank Langella e Celia Weston.

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s