Investigando

Melhor Atriz: três tópicos para discussão

Em poucas horas, saberemos os indicados desse ano ao Oscar e durante semanas cinéfilos por toda parte vão lamentar quem foi esnobado, quais atores foram esquecidos, quais filmes merecem ganhar e todas as outras discussões típicas entre aqueles que acompanham a premiação durante anos e anos.

Esse ano, em vez de fazer uma lista previsível e reproduzir os mesmos nomes que você pode encontrar em qualquer lugar na internet, vou fazer uma análise mais aprofundada da categoria que mais me interessa: a de Melhor Atriz. Isso mesmo, nada de Beneditc Cumberbatch ou Michael Keaton por aqui. Já discutimos o papel da mulher no cinema aqui no blog várias vezes e hoje não é diferente.

Vou comentar sobre as prováveis indicadas e também levantar importantes tópicos que acho que merecem ser discutidos.

Banner Melhor Atriz

Continuar lendo

Investigando: Como A Culpa é das Estrelas é eficiente em te fazer chorar?

Em determinado momento de A Culpa é das Estrelas, quando o casal principal já voltou de Amsterdã e a trama caminhava para o trágico terceiro ato, uma menina na fileira atrás da minha comentou com um tom de nervosismo ensaiado: “Ai meu couro, é agora”. Com anos de Harry Potter e Jogos Vorazes nas costas, fãs que não calam a boca por sentirem a necessidade de mostrar aos outros no cinema que já leram o livro não é nenhuma novidade para mim. Faz até parte da graça de ver o filme no fim de semana de estreia.

Mas o que acontece é que você não precisava ter lido o livro (coisa que eu não fiz e nem pretendo fazer) para saber o que estava vindo. Na verdade, todo mundo naquele cinema sabia o que estava vindo, e eu não digo isso me referindo ao destino específico de personagens, mas sim à sensação de “eu vim ver esse filme porque ele vai me fazer chorar, e a hora é agora”. E foi difícil achar alguém com os olhos secos ao fim da sessão.

E não apenas na minha sessão, mas todas as pessoas que eu conheço que viram o filme contaram que choraram em algum momento (isso quem não chorou logo do início ao fim). Se todos nós sabíamos onde estávamos entrando, como exatamente A Culpa é das Estrelas consegue esse feito? Já pegue a sua caixa de lenços, porque é o que vamos descobrir no Investigando de hoje.

banner culpa das estrelas

Continuar lendo

Investigando: Terror é o melhor gênero para mulheres?

Todas as vezes que eu penso em assistir um filme novo, mas não sei exatamente qual, eu acabo me recostando no terror. Sempre foi o meu gênero preferido, é um dos menos pretensiosos, e, no geral, tendem a ser mais rápidos do que os filmes de outros gêneros (sendo raros os filmes que passam de 1h30min).  As opções vêm dos mais diversos lugares, desde listas de filmes de terror que passaram despercebidos, até os lançamentos recentes em DVD listados pelo Rotten Tomatoes.

Só recentemente, contudo, que fui reparar que a maioria dos filmes que tenho visto são estrelados por mulheres, e em papéis que envolvem mais do que ser uma esposa, uma mãe ou uma gostosa pra ser abusada para o deleite de um público majoritariamente masculino (pelo menos em relação a esse gênero). E foi aí que me veio o questionamento que originou essa edição do Investigando: seria o terror o melhor gênero para os personagens femininos hoje em dia? É o que vamos descobrir hoje.

Terror é o melhor gênero para mulheres em filmes?

Antes darmos início à nossa investigação, precisamos relembrar brevemente o estado atual da indústria. Se você ainda não conhece a discrepância entre o número de filmes protagonizados por mulheres e homens (e o número de profissionais trabalhando atrás das câmeras), ou você está mal informado ou prefere ser cego. Segundo o mais recente relatório do Women in Film and TV, dentre os 100 filmes de maior arrecadação nos Estados Unidos em 2013, apenas 15% foram protagonizados por mulheres. Se você olhar apenas o Top 10 verá que somente Em Chamas (que é o primeiro filme com uma protagonista feminina a ficar em primeiro lugar na bilheteria em 40 anos) e Gravidade estão presentes representando esses dados (e desculpa, mas Oz – Grande e Poderoso é protagonizado principalmente pelo James Franco. A Mila Kunis até vira bruxa só porque levou um pé na bunda).

Continuar lendo

Investigando: Tarantino pode voltar a fazer filme ótimo?

Eu não sabia quase nada sobre The Hateful Eight exceto que seria o projeto de Tarantino que sucederia Django Livre, mas que acabou sendo descartado depois que o roteiro vazou online. Como depois de semanas após o vazamento este barraco ainda está vivo, me senti responsável a pelo menos dar uma pesquisada sobre o que o filme seria e descobri que  (decepção) era mais um faroeste.

O que teria acontecido com o Tarantino surpreendente que escolhia seus projetos a dedo em intervalos saudáveis para que pudesse realiza-los com mais capricho? Com o aniversário de dez anos de seu último filme ótimo (Kill Bill Vol. 2) e no meio de acusações de quem teria vazado o seu novo texto, o momento é oportuno para perguntar: O Tarantino consegue fazer um filme ótimo de novo? Como? É isso que veremos no Investigando de hoje.

Investigando: Tarantino

Continuar lendo

Investigando: Liam Hemsworth ainda pode fazer sucesso?

A notícia de que Liam Hemsworth e Miley Cyrus iriam se separar não pegou ninguém de susto, mas depois que divulgaram algumas fotos que revelavam Liam flertando com uma atriz mexicana muita gente se surpreendeu. Até então, era capaz das pessoas se solidariezarem com o ator, afinal de contas alguém tá entendo o que tá se passando na cabeça da Miley? Mas agora com todas essas acusações de traição fica difícil apoiar Liam nessa.

Com a forte repercussão da mídia sobre o assunto, e tendo em mente que Liam é um ator ainda em início de carreira, será que essas fofocas vão de fato afetá-lo? Será que ainda há esperanças pra ele ou agora mesmo que ele não vai vingar?

Vamos investigar mais esse caso. Continue conosco.

Continuar lendo