Jennifer Lawrence

Cinco parcerias que já cansaram

Quando o seu trabalho envolve lidar com os maiores egos da indústria ou ser obrigado a receber ordens de alguém que pode muito bem dar um tiro atrás da sua cabeça para conseguir uma performance mais assustada (como o William Friedkin fazia com a Ellen Burstyn em O Exorcista), é normal que quando uma parceria entre ator e diretor dê certo e uma amizade surja, ela se repita inúmeras vezes.

No entanto, é realmente proveitoso investir nessa relação monogâmica quando se há tanto para viver no mundo do cinema? Usando nossa escala Depp-Burton de exaustão em colaborações (e que, portanto, estão fora da competição sendo hors-concours), nós do Anfitrião selecionamos cinco parcerias que já deram o que tinham que dar e com que novas pessoas os talentos envolvidos poderiam se relacionar.

Continuar lendo

Anúncios

O que esperar: Red Carpet Oscar 2014

Todos sabemos da relevância do Oscar e o quanto ele representa para a indústria cinematográfica. Tudo bem que ele dificilmente representa o melhor do cinema: atualmente, a premiação virou um concurso de personalidade e ganha aquele que fez a melhor campanha durante a temporada de prêmios, ou aquele que é querido pelo público, aquele que nunca ganhou e já foi candidato várias vezes, aquele que é mais velho e pode ser a sua última chance… A politicagem no Oscar corre solta.

Mas muito mais do que filmes e cinema, o Oscar também é uma enorme vitrine para outra indústria: da moda. O tapete vermelho ganhou uma movimentação à parte com milhares de estilistas, designers, maquiadores, cabelereiros, dentre tantos outros artistas, competindo entre si para ver quem consegue um espaço na lista de Best Dressed da noite.

Sabendo disso, resolvemos antecipar o que podemos esperar ver no Tapete Vermelho no Oscar desse ano. Escolhemos as 5 atrizes mais procuradas no Red Carpet que foram indicadas esse ano, e fizemos uma pequena retrospectiva olhando o que elas vestiram durante essa temporada de prêmios: tanto em estreias de filmes, quanto em participações de festivais e, obviamente, aparições em outras premiações. Dessa forma, a gente tem um retrato geral de como ela gosta de se vestir e daí apostamos no visual que ela deverá optar para a noite de hoje. Então pega o seu óculos de Glorinha Kalil, pega na mão da Lilian Pacce e vem com a gente.

Sandra Bullock (Melhor Atriz)

Da esquerda para a direita:

• Estreia de As Bem-Armadas em NYC: Ermanno Scervino.

Premiere de Gravidade em Cannes: J. Mendel.

• Entrevista coletiva em Cannes: Alex Perry.

• Globo de Ouro: Zac Posen.

• SAG Awards: Lanvin.

Logo de cara, é seguro dizer que Sandra faz mais o tipo mulherão nos looks que escolhe. Ela dá preferência para muitas cores e a tendência desse ano foi para vestidos tomara-que-caia. Ao contrário de algumas outras estrelas, ela nunca fez o tipo de usar roupas muito exageradas e com muita atenção (a exceção é esse vestido color blocking do Globo de Ouro).

Levando em consideração o que ela já usou no Oscar no passado e sua preferência por Ellie Saab, eu apostaria nesse vestido azul tomara-que-caia. Seja qual for a escolha dela, será praticamente impossível superar o vestido assimétrico que usou em Cannes que é, sem dúvida, a melhor roupa de toda a temporada de prêmios 2013/2014. E isso não sou sendo fanboy.

Continuar lendo

Oscar 2014: Analisando a categoria – Atriz Coadjuvante

Com a proximidade do Oscar, tomamos a dianteira para analisar individualmente as categorias que tem maior visibilidade para o grande público: cada uma das quatro categorias de atuação. Já fizemos isso em anos passados, e vamos continuar o trabalho esse ano também. Não vamos nos ater apenas aos cinco indicados, mas também quem foi esnobado, quem tem maiores chances de ganhar e quem é a opção alternativa para vencer a estatueta.

No entanto, decidimos levar a nossa discussão sobre as chances de vitória dos indicados ao próximo nível: decidimos quebrar todas as razões que levaram cada um dos atores a conseguir a sua indicação (e o quanto elas pesaram) e analisar se são motivos fortes o suficiente para garantir o Ouro. Como eles foram indicados? A quem eles devem agradecer pela indicação? O que passava na cabeça de cada um dos votantes, enquanto ele pensava em motivos para votar no ator X e não no ator Y? Nós do Anfitrião descobrimos.

Leia o nosso break down das indicadas na categoria de Atriz Coadjuvante. Comecemos daquela que tem menos chances, até aquela que é a nossa aposta para ganhar.

5º Lugar: Sally Hawkins (Blue Jasmine)

Continuar lendo

Jogo de Carta: As Queridinhas da América

A essa altura todos já viram a entrevista em que, quando perguntada sobre a entrada de Jennifer Lawrence ao seleto grupo de Queridinhas da América, Julia Roberts responde “ela não parece ser cool demais…?”.

Nós não vamos debater a legitimidade do processo de seleção, até porque há candidatas que tinham um grande potencial e tropeçaram feio diante das expectativas (sim, estamos olhando para você Katherine Heigl). Além disso, nós não estamos nos anos 90 e os padrões daquela época para se tornar uma queridinha parecem ter se alterado (só comparar as mais novas aspirantes, Jennifer Lawrence, Emma Stone e Mila Kunis, com algumas titulares dos anos 90, como Meg Ryan e Sandra Bullock e reparar que, conforme as gerações passam, a tendência é que as representantes sejam mais e mais sharpies, edgies, enfim, ousadas).

Enfim, o que realmente prendeu nossa atenção é a primeira pergunta que Julia faz:

Exatamente. Você certamente já ouviu essa expressão várias vezes e ligada a muitas outras mulheres. Se realmente existisse um clube das Queridinhas da América (e não vamos eliminar a possibilidade de não existir, porque seriam muitos corações partidos pros cinéfilos de plantão), quantos membros ele teria?

Então tomamos a liberdade de, não só selecionar os maiores nomes comumente referidos a Queridinhas da América (indo desde os anos 30 até 2013), como também fazer um jogo de cartas (uma espécie de Super Trunfo) pra você poder esfregar na cara de seus amiguinhos a tese de que sua atriz favorita “vale mais”, como todo saudável jogo de cartas.

Queridinhas da América

Continuar lendo

Duelo dos game-shows de morte: “Jogos Vorazes” x “Battle Royale”

Com a divulgação de novas fotos e a proximidade de comprar o ingresso na pré-venda (a partir de semana que vem, dia 15),  o burburinho pra assistir a sequência “Jogos Vorazes: Em Chamas” fica mais forte.

Em preparação para a estreia dia 15 de novembro, posto esse duelo de “Jogos Vorazes” versus seu correspondente japonês “Battle Royale“, pra decidir qual é o melhor reality-show que jovens lutam por suas vidas. Vamos aproveitar e lembrar um pouco do filme pra não nos perdermos na continuação.

ATENÇÃO. Esse post está recheado de spoilers, se você não viu nenhum dos dois filmes, favorite o post e comente depois. Ou então comente mesmo assim reclamando que foi spoileado. Qualquer alternativa tá valendo.

Continuar lendo