Investigando: Por que Rachel McAdams não vingou?

Depois de “Meninas Malvadas” e “Diário de Uma Paixão“, Rachel McAdams tinha tudo a seu favor para despontar ao estrelato: seus filmes foram enormes sucessos de bilheteria, ganhou a simpatia do público, era chamada pela mídia de “It girl” e foi indicada ao BAFTA de “Promising Star”.

A atriz, que já era considerada “a próxima Julia Roberts”, era aposta certeira de que em alguns anos viraria uma grande estrela. Mas agora, quase 10 anos depois, isso ainda não aconteceu. Para descobrir o porquê, criei uma nova sessão no blog, Investigando.

banner-investigando2

Como o próprio nome já diz, vamos investigar e tentar desvendar alguns mistérios do cinema. Por que os filmes de David Lynch são tão bizarros? Por que Keira Knightley só faz filme de época? Por que Nicolas Cage ainda faz filmes? (aliás, como Nicolas Cage ainda faz filmes?)

Hoje vamos focar em Rachel McAdams e porque ela ainda não vingou como a grande atriz que prometia ser.

Primeiro, vamos montar algumas hipóteses que possam responder a nossa pergunta central.

hipotese1

Plausível, certo? Se um ator não vingou até hoje, muito provavelmente isso vem das péssimas escolhas dele. Quer dizer, alguém ainda acredita na Bryce Dallas Howard depois de tanta coisa errada que ela fez? Atuou em “A Vila” do Shyamalan. Bombou. Fez “Manderlay” do Lars Von Trier. Bombou de novo. Tentou mais uma vez com Shyamalan em “A Dama na Água“. Bombou mais ainda. Tentou um blockbuster com “Homem Aranha 03“. Foi tão ruim que tiveram que dar um reboot na franquia. Sério, não sei como essa garota ainda consegue trabalho.

No entanto, quando a gente repara na filmografia da Rachel McAdams a gente percebe que não é uma questão de filmes ruins. Até porque pra quem chamou a atenção como coadjuvante num filme do Rob Schneider (“Garota Veneno” em 2003), ela até que conseguiu fazer filmes muito bons nesse meio tempo.

Primeiro veio “Penetras Bons de Bico“, uma comédia com Owen Wilson e Vince Vaughn. Ok, eu sei que fazer um filme com os dois tá longe de ser um motivo para se vangloriar, mas o longa ainda é seu filme de maior bilheteria (o que é meio triste quando se pára pra pensar). Depois disso, temos “Sherlock Holmes“, um filme divertido que também fez bastante sucesso, rendendo até uma sequência dois anos depois. “Meia Noite em Paris” é o exemplo mais recente e foi um dos mais premiados em 2011, além de ser a maior bilheteria de Woody Allen nos EUA.

O problema é que seus filmes mais populares são geralmente aqueles que ocupa um papel secundário. Às vezes é algo positivo, mas às vezes não. Quer dizer, quão de fato é relevante a participação dela no filme de Woody Allen? Em um elenco que ela divide com mais outros 10, 15 personagens, ela não é exatamente necessária. Ainda mais quando disputa atenção com celebridades mais cativantes como Ernest Hemingway, Scott Fitzgerald, Picasso, Dalí, Buñuel… Ela não deve ter mais do que 15 minutos em cena.

Além do que, é um papel que praticamente qualquer outra atriz conseguiria interpretar (o mesmo pode ser dito da sua personagem em “Sherlock Holmes”, ou mesmo na comédia de Wilson/Vaughn).

Mas temos os exemplos positivos também. Em “Tudo em Família“, por exemplo. Uma comédia divertida e eficiente, já que Rachel rouba todas as cenas que aparece…

Tá, que não é muito difícil roubar cena quando se contracena com gente limitada do calibre de Sarah Jessica Parker e Claire Danes (já viram elas bem em outra coisa que não neurótica/drama queen?), mas os momentos de interação com Diane Keaton são muito bons.

Em “Meninas Malvadas“, foi a mesma coisa. Regina George domina cada segundo do filme, mesmo quando não aparece. Afinal, quantos vídeos têm no youtube de garotas imitando o monólogo dela?

Ou seja, não é que ela faz filmes ruins. Qualquer ator tem uma carreira irregular. Portanto…

Conclusão: Hipótese FALSA.

Se ela não faz filmes ruins, ou de fraco apelo com o público, isso significa que ela não chama atenção nos filmes que protagoniza?

hipotese2

Vamos dar uma olhada no romance “Te Amarei Para Sempre“. O filme, tirando a tradução extremamente cafona que ganhou, teve sucesso com o público, sendo superado alguns anos depois por “Para Sempre“. Parabéns pros estúdios brasileiros. Essa falta de criatividade gerou filmes com praticamente o mesmo título que ainda por cima foram protagonizados pela mesma atriz.

Mas enfim. Os dois longas são romances simpáticos em que ela entrega boas performances. São personagens juicies que dão espaço pra Rachel explorar melhor. Lidar com o marido que viaja no tempo (“Te Amarei…”), ou acordar de um coma e esquecer de sua vida (“Para Sempre”), são tramas interessantes que dão oportunidade pra ela mostrar porquê é uma boa atriz. Em “Te Amarei…” é onde eu acho que ela entrega a melhor atuação da sua carreira.

A cena final em que abraça Eric Bana, sabendo que pode não mais vê-lo é bem emocionante. Dá pra ver nos olhos dela a felicidade em ver o marido novamente, a tristeza por saber que isso vai durar pouco e a conformação por entender e aceitar essa situação.

Ela também protagonizou outros filmes menores (e por “menor”, entenda “flop”) como por exemplo “Uma Manhã Gloriosa“, que foi um grande fracasso nas bilheterias. Merecido inclusive, porque o filme é tão genérico e tão previsível que até Harrison Ford reprisa pela enésima vez seu papel de… Harrison Ford: rabugento, mau humorado e aperta os olhos de vez em quando.

Rachel está bem em cena, mas é irrelevante perto da fraca trama. A história é sobre uma mulher ascendendo no mercado de trabalho, mas depois de um tempo o longa acaba descambando pruma comédia romântica e se iguala a tantas outras que existem por aí. Uma pena.

Outra produção que ela protagonizou foi o suspense “Vôo Noturno“. O filme conta a história de um terrorista que ameaça uma gerente de hotel dentro de um avião e é uma das poucas bola dentro de Wes Craven. Tem algumas passagens desastrosas, como quando Cillian Murphy faz uma auto-traqueostomia (!) com um canudo de plástico (!!), mas pra quem fez “Amaldiçoados” isso até que é tolerável.

Certo, então já vimos que Rachel é boa não só como atriz coadjuvante, mas como atriz principal também, então temos mais uma hipótese furada.

Conclusão: Hipótese FALSA

 

hipotese3

Como já mencionei acima, ela já trabalhou com Woody Allen em “Meia Noite em Paris” e com Wes Craven em “Vôo Noturno”. São bons filmes, de diretores famosos, donos de um cinema autoral… Não é exatamente qualquer ator que consegue filmes assim na sua filmografia.

Atualmente ela está em cartaz com “Amor Pleno“, dirigido por Terrence Malick. Não é nenhum filmão (até porque se assemelha tanto com “Árvore da Vida” que acaba soando como um primo pobre), mas ela merece aplausos por não ter sido cortada na ilha de edição.

rachel01

Pra quem não sabe, Malick tem o costume de eliminar alguns atores na pós-produção. Em “Além da Linha Vermelha“, ele eliminou todas as cenas de Gary Oldman, Mickey Rourke, Martin Sheen e Billy Bob Thorton da versão final do filme. E agora fez o mesmo com “Amor Pleno”: cortou as personagens de Jessica Chastain, Rachel Weisz, Amanda Peet e Michael Sheen. É a Editora Abril fazendo escola.

A personagem de Rachel não deve ter mais do que 10 minutos em cena, mas só por ter sobrevivido à edição final já é um feito e tanto. Uma pena que ela tenha que rivalizar tempo em cena não só com outros atores do elenco, mas também com paisagens dignas de um powerpoint (é um filme do Malick, né gente).

Ok, então.

Essa semana também estreou nos EUA “Passion“, o novo filme do Brian De Palma. O lançamento brasileiro ainda não tem previsão exatamente (a Playarte adiou para ano que vem), mas graças aos Deuses dos Torrents já é possível ver o filme.

Mas sinceramente? Nem acho que merece tanto esforço assim. O filme funciona como uma auto-homenagem a De Palma em alguns momentos (uma sequência em que as telas se dividem ao meio é bem semelhante a “Vestida Para Matar“), mas acaba virando uma bagunça. Imagina que Regina George cresceu e entrou pro mundo dos negócios. Agora imagina essa Regina George em “De Olhos Bem Fechados“. Pronto, taí o filme.

Pra completar, lá pelo terceiro ato segue uma sucessão de twists e revelações absurdas que parecem existir apenas pra chocar. Muito frustrante.

Enfim, com tantos grandes diretores no currículo fica um pouco difícil acreditar que falta prestígio à Rachel. Se os filmes são de fato bom, ou se foram sucesso de bilheteria, são outros quinhentos, mas não dá para dizer que ela não tem uma certa influência para conseguir certos papéis.

Conclusão: Hipótese FALSA.


Então se ela faz filmes bons, se ela protagoniza filmes e é uma boa atriz e ainda não estourou, talvez o motivo seja simplesmente porque… ela não quis?

 hipotese4

Olha, essa talvez seja a resposta mais provável. É bem fácil perceber o quão Rachel pouco se assemelha com as grandes estrelas hollywoodianas. Primeiro, seus relacionamentos são geralmente duradouros (namorou Ryan Gosling por 4 anos e Michael Sheen por 3 anos) e mesmo quando são casos mais curtos, pouco se sabe dizer, já que ela é bem reservada com a sua vida pessoal.

E mais: alguns anos depois de ter despontado por “Meninas Malvadas” e “Diário de uma Paixão”, ela simplesmente saiu de cena, ficou dois anos sem atuar e rejeitou várias grandes propostas como “O Diabo Veste Prada“, “Cassino Royale” e “Agente 86“. Quando retornou, decidiu participar de alguns filmes alternativos como “Vida de Casado” e acabou perdendo o zeitgeist do momento.

Em Hollywood, onde há sempre uma emergência para se achar a “próxima grande-coisa“, é muito fácil perder o timming da coisa e, quando se vê, o momento já passou. Rachel, que na época era chamada de “a próxima Julia Roberts”, acabou não sucedendo ninguém.

A bem da verdade, a impressão que tenho é que as personagens da Rachel têm muito mais personalidade que a própria atriz. São mais cativantes, mais atraentes e muito mais carismáticas do que ela jamais conseguiu ser, seja em uma entrevista, ou na forma que se apresenta para o público. Alguém que pinta o cabelo de rosa não parece ser a mesma pessoa que já saiu do set porque se recusou a posar sem roupas (lembram do incidente para a capa da Vanity Fair?).

As estranhas escolhas de projetos, nunca se expor ao público e fugir dos holofotes na hora errada são alguns dos motivos que tornam Rachel McAdams uma estrela de cinema diferente: uma atriz B-List que parece não se importar nem um pouco com isso.

Conclusão: Hipótese VERDADEIRA

Com esse mistério desvendado, qual outra curiosidade você gostaria que investigássemos aqui no Anfitrião?

Comente, dê a sua opinião e continue visitando o blog. Até a próxima.

Anúncios

15 comentários

  1. Eu acho meio triste a melhor interpretação dela ter sido em “Te Amarei…” simplesmente pelo filme ser bem Nicholas Sparks, mas eu adorei a nova coluna e vou voltar sempre querendo ver mais e mais dela! Parabéns.

  2. Concordo muito com o melhor papel dela sendo em “Te amarei pra sempre, mozão viajante do tempo”, Acho que vai ter um revival dela qualquer dia sei la. Algo interessante de se pesquisar sobre a Keira Knightley também seria o motivo dela ser a bitch em 98% dos filmes que ela faz. Cara, Nicolas Cage não, se der fale sobre alguém interessante. Adoro o blog! =)

  3. Obrigado pelos comentários! Nicolas Cage foi só uma brincadeira, seria chutar cachorro morto se tivesse que falar sobre ele, rs.

    Talvez o próximo post da série seja sobre Renee Zelwegger e porque ela flopou tanto (mas talvez ela seja irrelevante demais até mesmo pra isso, héh). Vou continuar pensando!

  4. Achei muito boa a seção nova, e a explicação parece bem plausível. Você podia investigar por que o M. Night Shyamalan não consegue fazer nada decente depois de O Sexto Sentido. Ele fez pacto com o diabo para conseguir o sucesso e o contrato acabou?

  5. mas peraí, nao concordo que ela tenha pouca personalidade e carisma pq decide q rumo dar pra sua carreira, ao contrário, né. Lindsay é uma pessoa mais interessante que ela por toda merda documentada em sua vida pessoal? Duvido muito.

    1. Não disse que ela tenha pouca personalidade e carisma por ser mais reservada e low key. Isso é uma decisão dela. Mas nas entrevistas, na forma que ela se apresenta para o grande público ela não é tão cativante ou enérgica como as personagens que ela costuma interpretar.

      E a vida pessoal da Lindsay é bem decadente mesmo (e é muuuuito mais reprovável do que a atitude da Rachel de fugir dos holofotes), mas nunca disse que isso torna ela uma atriz melhor, ou uma celebridade melhor, que a Rachel.

  6. Achei esse blog aleatoriamente (tenho uma teoria que os melhores blogs são encontrados assim, rsrsrs)
    Achei a postagem fantástica, humor e informação na medida certa, e uma certa coragem em assistir a filmografia inteira da Rachel, que é uma atriz que gosto (acredito que mais pela memória afetiva de Mean Girls e Vôo Noturno, hehe), mas tem filmes muito genéricos e sem apelo nenhum, acho que a palavra mais adequada pra ela é: PREGUIÇOSA

  7. Achei o blog por acaso e concordo com o Alex que encontramos os melhores blogs assim!
    Sou louca pela Rachel e concordei em quase tudo o que disse no post! Acho que ela não “vingou” porque não quis mesmo, recusou papeis em filmes grandes.Mas isso tem 2 caminhos, ela não “vingou” como altamente popular ou como grande atriz? Porque grande atriz todo mundo sabe que ela é, já deixou isso muito bem claro. Mesmo em filmes fracos de tudo, ela sempre ganha criticas positivas sobre sua interpretação. Acho que ela gosta de privacidade e não daquela loucura de paparazzis e tal.. ela é bem tímida, isso fica evidente em qualquer entrevista que você veja com ela, mas também observa que é engraçada e gente boa!
    É verdade que ela rompeu com seu agente por causa dessa capa da Vanity, muitos sabem disso e isso já mostra o quanto ela é diferente. Sobre os cabelos rosas.. também achei que não é muito a cara dela, mas “desmerecer” sua postura e “elegância” por causa disso é um pouco de exagero. Ela é uma atriz incrivelmente linda e talentosa e deixa claro que é bem reservada e que alem de ter a cabeça no lugar, quer ser reconhecida por seu trabalho e não por fofocas e escândalos,tanto que seu agente nunca responde NADA sobre sua vida pessoal e todo mundo sabe muito pouco sobre isso.
    Deixo aqui, mais uma vez,toda a minha paixão e admiração por essa atriz que não mais do que PERFEITA!!!

    1. Também sou louca pelos trabalhos dela da pra percebe que ela é muito tímida mesmo, da pra percebe a timidez dela no best kiss mtv 2005 quando ela ganhou o premio de melhor beijo do ano com o lindo do Ryan Gosling sempre vou amar esses dois .e pra mim a melhor atuação dela foi em Diário de uma Paixão … é difícil fala em melhor atuação pq em todos os filmes acho ela fantastica !!

  8. Eu acho ela demais, concordei com mtas coisas que vc falou, discordei no Nicolas Cage… Não sei que tipo de ator vc gosta mais Nicolas Cage é um ótimo ator… E tbm discordei de Harrison Ford pois ele é ótimo ator… Enfim fora isso eu concordo com tudo que vc falou!!!

  9. Acho a Rachel ótima atriz, melhor que muitas que estão por aí como ema stone, Jessica alba, scarlet Johansson, até mesmo jenifer Lawrence que no meu ver não e tão boa assim a ponto de ganhar um Oscar. Rachel e otima. Linda, simpática, talentosa demais. Se ela não vingou como dizem e por opção do que realmente importa na vida de uma atriz, que não são os escândalos, namoro e fofoquinja fúteis que todas por aí então envolvidas. Adoro os filmes delas e na minha opinião ela rouba a cena até mesmo quando os personagens são fracos e os filmes ruim. Ela poderia sim está no patamar de Nicole kidmam, Júlia Robert
    Mas acho que ela mesmo que não quis e não quer.

  10. claire danes otima atriz, homeland esta ai pra calar a sua boca, e pra comprovar que vc nao entende nada de cinema, bryce e uma otima atriz tambem, os filmes podem ter sido ruim, mas ela se supera em muitos momentos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s